BIBLIOGRAFIA FLORBELIANA[1]

1. Bibliografia ativa

 

ESPANCA, Florbela, Livro de Mágoas, Lisboa, Tipografia Maurício, 1919.

_________________, Livro de Sóror Saudade, Lisboa, Tipografia A Americana, 1923.

_________________, As Máscaras do Destino. Contos, 1.ª ed., Porto, Editora Marânus, 1931.

_________________, Cartas de Florbela Espanca (a Dona Júlia Alves e a Guido Battelli), Coimbra, Livraria Gonçalves, 1931.

_________________, Charneca em Flor, Coimbra, Livraria Gonçalves, 1931.

_________________, Charneca em Flor [com 28 sonetos inéditos], 2.ª ed., Coimbra, Livraria Gonçalves, 1931.

_________________, Juvenília, prefácio de Guido Battelli, Coimbra, Livraria Gonçalves, 1931.

_________________, “Vão orgulho”, in Portucale, vol. IV, n.º 19, Porto, jan.-fev. de 1931, p.13, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

_________________; PEREIRA, Júlia Oceano, “Nostalgia”, in Portugal Feminino, s/d, n.º 12, Lisboa, 31 de janeiro de 1931, p.14, compulsação, recolha e digitalização da partitura por Maria Lúcia Dal Farra.

_________________, Cartas de Florbela Espanca, prefácio de Azinhal Abelho e José Emídio Amaro, Lisboa, Edição dos Autores, 1949.

_________________, Diário do último ano, prefácio de Natália Correia, Lisboa, Bertrand, 1981.

_________________, As Máscaras do Destino, 4.ª ed., prefácio de Agustina Bessa Luís, Amadora, Bertrand Editora, 1982.

_________________, O Dominó Preto. Contos, prefácio de Yvette K. Centeno, Lisboa, Bertrand Editora, 1982.

_________________, Obras Completas de Florbela Espanca, vol. V, Cartas (1906-1922), recolha, leitura e notas por Rui Guedes, Lisboa, Dom Quixote, 1986.

_________________, Obras Completas de Florbela Espanca, vol. VI. Cartas (1923-1930), recolha, leitura e notas por Rui Guedes, Lisboa, Dom Quixote, 1986.

_________________, Obras Completas de Florbela Espanca, vol. III, Contos, prefácio de José Carlos Seabra Pereira, 2.ª ed., Lisboa, Dom Quixote, 1987.

_________________, Obras Completas de Florbela Espanca, vol. IV, Contos e Diário, prefácio de José Carlos Seabra Pereira, 2.ª ed., Lisboa, Dom Quixote, 1987.

_________________, Obras Completas de Florbela Espanca, vol. I, Poesia (1903-1917), prefácio de José Carlos Seabra Pereira, 4.ª ed., Lisboa, Dom Quixote, 1992a.

_________________, Obras Completas de Florbela Espanca, vol. II, Poesia (1918-1930), prefácio de José Carlos Seabra Pereira, 4.ª ed., Lisboa, Dom Quixote, 1992b.

_________________, Florbela Espanca Trocando Olhares, organização, notas e estudos de Maria Lúcia Dal Farra, Lisboa, Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 1994.

_________________, Florbela Espanca, organização e introdução de Maria Lúcia Dal Farra, Rio de Janeiro, Agir, 1996.

_________________, Poemas de Florbela Espanca, estudos introdutórios e notas de Maria Lúcia Dal Farra, São Paulo, Martins Fontes, 1996.

_________________, Florbela Espanca, Afinado Desconcerto (contos, cartas, diário), organização, notas e estudos introdutórios de Maria Lúcia Dal Farra, São Paulo, Iluminuras, 2002.

_________________, Florbela Espanca, À margem dum soneto. O resto é perfume, seleção e estudos de Maria Lúcia Dal Farra, Rio de Janeiro, 7 Letras, 2007.

_________________, Perdidamente: correspondência amorosa 1920/1925 – Florbela Espanca, fixação do texto, organização, apresentação e notas de Maria Lúcia Dal Farra, prefácio de Inês Pedrosa, Vila Nova de Gaia, Quasi, 2008.

_________________, As Máscaras do Destino, introdução e biografia por Fabio Mario da Silva, São Paulo, Martin Claret, 2009.

_________________, Obras de Florbela Espanca, vol. I, Obra Poética, organização e introdução de José Carlos Seabra Pereira, Lisboa, Presença, 2009.

_________________, Trocando Olhares, introdução e biografia por Fabio Mario da Silva, São Paulo, Martin Claret, 2009.

_________________, O Dominó Preto, introdução e biografia por Fabio Mario da Silva, São Paulo, Martin Claret, 2010.

_________________, Obras de Florbela Espanca, vol. II, Obra Poética, organização e introdução de José Carlos Seabra Pereira, Lisboa, Presença, 2010.

_________________, Obras de Florbela Espanca, vol. III, Contos, organização e introdução de José Carlos Seabra Pereira, Lisboa, Presença, 2011.

_________________, Sempre Tua (Correspondência amorosa), organização de Maria Lúcia Dal Farra, São Paulo, Iluminuras, 2012.

_________________, Sonetos – Florbela Espanca, introdução de M.ª da Graça Orge Martins, Braga, Biblioteca Ulisseia de autores Portugueses, s/d.

_________________, Obras Completas de Florbela Espanca, vol. I, Livro de Mágoas, organização, fixação crítica dos textos e notas de Cláudia Pazos Alonso e Fabio Mario da Silva, estudos introdutórios de Fabio Mario da Silva, Eliana Barros, Ana Luísa Vilela, Lisboa, Editorial Estampa, 2012a.

_________________, Obras Completas de Florbela Espanca, vol. II, Livro de “Soror Saudade”, organização, fixação crítica dos textos e notas de Cláudia Pazos Alonso e Fabio Mario da Silva, estudos introdutórios de Cláudia Pazos Alonso, Derivaldo dos Santos, António Cândido Franco, Lisboa, Editorial Estampa, 2012b.

 

 

2. Bibliografia passiva

 

2.1 Obras impressas:

 

AGOSTINHO, José, “Uma grande poetisa”, in O Libertador, Lisboa, 8 de fevereiro de 1931, p.4, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

ALEGRIA, José Augusto, A poetisa Florbela Espanca. O processo de uma causa, Évora, edição do Centro de Estudos, 1956.

ALEXANDRE, Madalena T., “A busca da identidade na poesia de Florbela Espanca”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.69-73.

ALEXANDRINA, Maria, A Vida Ignorada de Florbela Espanca, Porto, Edição da Autora, 1964.

ALMEIDA, Patrícia; ALBERTO, Carlos, “Mostra Sobre Florbela Viaja de Vila Viçosa para Lisboa”, in A Capital, Lisboa, 27 de fevereiro de 1995, s/p.

ALONSO, Cláudia Pazos, “Alguns apontamentos sobre a recepção crítica de Florbela Espanca: os poetas têm sexo?”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.183-194.

_____________________, Imagens do Eu na poesia de Florbela Espanca, Lisboa, Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 1997.

_____________________, “Modernist Differences: Judith Teixeira and Florbela Espanca”, in PIZARRO, Jeronimo; DIX, Steffen (ed.), Portuguese Modernism: Multiple Perspectives in Literature and The Visual Arts, London, Legenda, 2011, pp.1-18.

_____________________, “Tanto Poeta em Versos me Cantou: The Role of Florbela Espanca’s Colleagues in Her Poetic Development”, in Portuguese Studies, n.º 11, s/r, 1995, pp. 168-178.

AMARO, José Emídio, “O drama de Florbela Espanca”, Revista Alentejana nº 29, 1-5, dezembro 1964.

ANÓNIMO, “Florbela Espanca”, in O Notícias Ilustrado, ano III, série II, n.º 137, Lisboa, 25 de janeiro de 1931, p.3, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

__________, “Na Estância de Entre-os-Rios”, s/r, 1929, s/p, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

__________, “Uma festa no Portugal Feminino”, in Portugal Feminino, ano I, n.º 8, Lisboa, setembro de 1930, pp.14-15, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

APA, Lívia, “Entre público e privado: a prosa de Florbela”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.249-253.

ARANHA, Aurora Jardim, “Florbela Espanca”, in Jornal de Notícias, Porto, 7 de janeiro de 1931, s/p, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

ARAÚJO, Rodrigo da C., “Errâncias, Biografemas, Mise-en-scène: marcas do Decadentismo em Cartas de Florbela Espanca e Caio Fernando Abreu”, in ABRALIC, São Paulo, ABRALIC, 2008.

________________________, “Florbela Espanca e Caio Fernando Abreu: cartas, máscaras e transgressão”, in COUTINHO, Luiz Edmundo; MUCCI, Latuf Isaas (org.), Fulgurações: parcerias textuais e o decadentismo, vol. I, UFRJ / Rio de Janeiro, Confraria do Vento, 2009, pp.152-168.

________________________, “Marcas do Decadentismo na poética florbeliana”, in ALVES, Ilda (org.), Um corpo inenarrável e outras vozes. Estudos de poesia portuguesa moderna e contemporânea, vol. I, Niterói-RJ, EdUFF, 2010, pp.241-254.

ARIMATEIA, Rui, “Florbela Espanca e Évora (achegas para o seu estudo)”, in Grupo Pró-Évora, Comemorações do 1.º Centenário de Florbela Espanca – Conferência, Évora, Grupo Pró-Évora, 1996, pp.60-67.

AUGUSTO, Fernando, “A actualidade na obra de Florbela Espanca”, in Pensamento nº 108, 233, 15 de dezembro 1938.

BARBOSA, Graça, “Florbela em Pedra de Ançã”, in Público, Lisboa, 13 de setembro de 1994, s/p.

BARREIRA, Cecília, “Florbela Espanca”, in MACHADO, Álvaro Manuel (org. e dir.), Dicionário de Literatura Portuguesa, Lisboa, Presença, 1996, pp.177-178.

BARROS, Eliana Luiza dos Santos, “Luto e melancolia: dimensões do Livro de Mágoa”, in ESPANCA, Florbela, Obras Completas de Florbela Espanca, vol. I, Livro de Mágoas, organização, fixação crítica dos textos e notas de Cláudia Pazos Alonso e Fabio Mario da Silva, Lisboa, Editorial Estampa, 2012, pp.29-40.

BARROS, Thereza Leitão de, [sem título], in Escritoras de Portugal, vol. II, Lisboa, Tipografia A. O. Artur, 1924 [o segundo volume é de 1927], pp.341-342, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

_______________________, “Charneca em flor”, in O Notícias Ilustrado, Lisboa, 15 de março de 1931, p.7, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

_______________________, “Florbela Espanca”, in Portugal Feminino, ano I, n.º 12, Lisboa, 31 de janeiro de 1931, p.18, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

BATISTA, Elisabeth, “Da Poesia ao conto: A itinerância criativa de Florbela Espanca”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callípole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.13-22.

BATTELLI, Guido, “Elegia”, in Portugal Feminino, ano I, n.º 12, Lisboa, 31 de janeiro de 1931, p.19, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

________________, “Florbela Espanca”, in Correio de Coimbra, Coimbra, 20 de dezembro de 1930, p.4, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

______________, “A propos du narcissisme de Florbela Espanca, Lettre ouverte a M.J. Silva Júnior”, Gil Vicente, nº13 pp 135-136, Set. Out. 1937.

______________, “Florbela Espanca e a crítica”, Gil Vicente, nº 15, 20-21, Jan.-Fev. 1939.

________________, “Florbela: Recordações e Impressões Críticas”, in A Cidade de Évora, n.º 29-30, Évora, Câmara Municipal de Évora, 1952, pp.409-430.

________________, “O Alentejo na Poesia de Florbela”, in A Cidade de Évora, n.º 25-26, Évora, Câmara Municipal de Évora, 1951, pp.289-298.

BESSA-LUÍS, Agustina, Florbela Espanca, a vida e a Obra [2.ª edição publicada com o título Florbela Espanca], Lisboa, Arcádia, 1979; Guimarães, s/r, 1984.

___________________, “Prefácio”, in ESPANCA Florbela, As Máscaras do Destino, 2.ª ed., Amadora, Bertrand Editora, 1979, pp.9-25.

BETTENCOURT, Tito, “Florbela Espanca”, in Diário de Coimbra, Coimbra, 18 de dezembro de 1930, p.1, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

BIGODES, Maria Helena Estriga, “’À Janela da Vida’, vendo Florbela passar”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callípole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.23-25.

BIM, Leda Marana, “As imagens masculinas nos contos O crime do Pinhal do Cego e O dominó Preto”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callípole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.27-38.

BOMFIM, Renata Oliveira, “Poética e política: diálogos intercontinentais entre as poéticas”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callípole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.39-54.

_______________________, Vozes femininas: a polifonia arquetípica em Florbela Espanca, Dissertação de Mestrado, Vitória (ES), Universidade Federal do Espírito Santo, 2009.

BORGES, Aurélia, Escola florbeliana, prefácio de Vítor Santos, Lisboa, edições Expansão, 1946.

BORGES, Vera, “Paisagens de fogo: Florbela Espanca, Sophia de Mello Breyner, Luísa Neto Jorge”, in Românica – Paisagens, n.º 10, Lisboa, Colibri, 2001, pp.149-160.

BRAGA, Thomas J., “Florbela Espanca, the limbs of a passions”, in Hispania, n.º 73,  1990, pp.978-982.

BRANCO, Lúcia Castello, “As Incuráveis Feridas da Natureza Feminina”, in BRANCO, Lúcia Castello; BRANDÃO, Ruth Silviano, A Mulher Escrita, Rio de Janeiro, Casa Maria Editorial, 1989, pp.87-108.

BRANDENBERGER, Tobias, “Das gekreuzigte Ich. Körperopfer in den letzten
Sonetten Florbela Espancas.”
in Thorau, Henry; Brandenberger, Tobias (eds.): Corpo a corpo. Körper,
Geschlecht, Sexualität in der Lusophonie.
Berlin; tranvia; 2011; pp. 203-214

BUESCU, Helena C. “What´s in a name? (Nome, descrição, auto-representação em Florbela Espanca)”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.99-107.

BYLAARDT, Cid Ottoni, “Reflexões sobre Memória, esquecimento e Verdade num soneto de Florbela d’Alma”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.55-60.

CABRAL, Eunice, “Prefácio”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.11-17.

CÂMARA, José Bettencourt da, “Charneca em flor – de Florbela a Fernando Lopes Graça”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.61-68.

CARVALHO, Adília Martins de, “Reflexos Narcísicos em Florbela”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.83-97.

CARVALHO, Aline Alves de, A queda dos anjos nos domínios da literatura: uma leitura de As máscaras do destino, de Florbela Espanca, Dissertação de Mestrado, Rio de Janeiro, UFRJ, 2008.

CARVALHO, Herculano de, “Charneca em flor”, in Correio de Coimbra, Coimbra, 7 de fevereiro de 1931, p.2, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

CARVALHO, Sofia A., “A Incorruptibilidade do tempo Mítico: Tipologias estético-metafísicas de Florbela Espanca e Teixeira de Pascoaes”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callípole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.69-90.

CASTRO, Fernanda de, [sem título], in Ao fim da memória, vol. II (1939-1987), Lisboa, Editora Verbo, s/d, pp.89-96, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

___________________, “Florbela Espanca”, in Eva, ano VI, n.º 304, Lisboa, 7 de março de 1931, s/p, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

CELSO, “A poetisa da ansiedade”, in Jornal de Notícias, Porto, 22 de fevereiro de 1931, p.1, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

CENTENO, Yvette K., “Prefácio”, in ESPANCA, Florbela, O Dominó Preto. Contos, Amadora, Bertrand, 1998, pp.9-21.

CHOLANT, Gonçalo Piolti, “O diário do último ano de Florbela Espanca e a escrita feminina: a feminina desmemória”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callípole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.91-102.

COELHO, Jacinto do Prado, “Florbela Espanca”, in COELHO, Jacinto do Prado (org.), Dicionário de Literatura Portuguesa, Brasileira, Galega, Africana, Estilística literária, vol. I, 3.ª ed., A/E, Porto, Figueirinhas, s/d, pp.304-305.

_______________________, “Florbela Espanca”, in COELHO, Jacinto do Prado (org.), Dicionário de Literatura Portuguesa, Brasileira, Galega, Africana, Estilística literária, vol. II, Porto, Figueirinhas, 2003, pp.324.

CORRAL, Concepción Delgado, “A atividade florbeliana sobre o texto literário”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.103-112.

_________________________, “O factual e o ficcional em duas cartas de mulheres: Rosalia de Castro e Florbela Espanca”, in Callipole. Revista de Cultura, Lisboa, Câmara Municipal de Vila Viçosa, n.º 7/8, 1999/2000, pp.267-271.

__________________________, “A natureza como manifestação do dualismo florbeliano”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.137-42.

__________________________, Florbela Espanca – Asa no Ar, Erva no Chão, Porto, Tartaruga, 1995.

CORREIA, Dores, “Bela Alentejana de um tempo em flor”, in Imenso Sul, jan.-mar. de 1995, s/p.

CORREIA, Natália, “Prefácio A Diva”, in ESPANCA, Florbela, Diário do Último Ano, Lisboa, Bertrand, 1981, pp.9-30.

CORTEZ, António Carlos, “Rever Florbela: «fanatismos» e alguns aspectos sobre a sua poética”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.113-126.

COSTA, Emília de Sousa, “A homenagem a Florbela Espanca”, in Eva, ano VI, n.º 306, Lisboa, 21 de março de 1931, p.2, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

CRUZ, Maria Cristina Teixeira da, Bela no palco: imagens de Florbela Espanca na dramaturgia portuguesa, Aveiro, Universidade de Aveiro, 2008.

DACOSTA, Luísa, “Literatura de autoria feminina”, in LOPES, Óscar, História Ilustrada das Grandes Literaturas, vol. 2, n.º 8, Lisboa, Editorial Estúdios Cor, s/d, pp.534-541.

DAVID, Celestino, “Charneca em flor”, in Diário de Notícias, Lisboa, 25 de janeiro de 1931, p.13, compulsação, recolha e digitalização por Maria Lúcia Dal Farra.

_______________, “Florbela Espanca, poetisa alentejana”, in Diário de Notícias, Lisboa, 14 de dezembro de 1930, p.15, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

_______________, “O Romance de Florbela”, in A Cidade de Évora, n.º 15-16 (1948) e n.º 17-18 (1949), Évora, Câmara Municipal de Évora, pp.41-435.

DAL FARRA, M. Lúcia, “A condição feminina na obra de Florbela Espanca”, in A Cidade de Évora, n.º 69-70, Évora, Câmara Municipal de Évora, 1986-1987, pp.51-61.

____________________, “A dor de existir em Florbela Espanca”, in Veredas, n.º 1, Porto, dezembro de 1998, pp.211-225.

____________________, “A interlocução de Florbela com a poética de Américo Durão”, in Colóquio/Letras, n.º 132/133, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1994, pp.99-110.

____________________, “A mulher Florbela Espanca na intimidade”, in Valor Econômico, São Paulo, 29 de maio de 2002, pp.1-3.

____________________, “A nascente poética de Florbela Espanca”, in Estudos Portugueses e Africanos, vol. 1, n.º 17, Campinas, UNICAMP, 1991, pp.97-108.

____________________, “A nossa inefável Florbela”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.131-146.

____________________, “A primeira edição do manuscrito Trocando Olhares”, in SILVA, Zina Bellodi (org.), Homenagem a Florbela Espanca, Araraquara UNESP, 1988, pp.93-105.

____________________, “Acerca de Florbela Espanca Rui Guedes”, in Colóquio/Letras, n.º 99, set.-out., Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1987, pp.111-113.

____________________, “Bela e Anto”, in Voz Lusíada, n.º 17, São Paulo, 2002,  pp.48-66.

____________________, “Caligrafias femininas: Mariana e Florbela na letra de Adília”, in Via Atlântica, vol. 15, São Paulo, USP, 2009, pp.17-26.

____________________, “Carta de Maria Lúcia Dal Farra a Túlio Espanca”, in Comemorações do Primeiro Centenário de Florbela Espanca, Exposição Bibliográfica e Iconográfica das Comemorações do Primeiro Centenário de Florbela Espanca, Évora, Grupo Pró-Évora, 1994, p.24.

____________________, “Estudiosa de Florbela Espanca lança livro”, in Jornal da Cidade, Aracaju, 25 de janeiro de 1997, p.9.

____________________, “Estudo introdutório, apresentações, organização e notas”, in ESPANCA, Florbela, Afinado Desconcerto (contos, cartas, diário), São Paulo, Iluminuras, 2002.

____________________, “Estudo introdutório, estabelecimento do texto e notas – A pré-história da poética de Florbela Espanca [1915-1917]”, in ESPANCA, Florbela, Florbela Espanca Trocando Olhares (Biblioteca de autores portugueses), Lisboa, Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 1994, pp.9-141.

____________________, “Estudo introdutório, organização e notas – Florbela: um caso feminino e poético”, in ESPANCA, Florbela, Poemas de Florbela Espanca, São Paulo, Martins Fontes, 1996, pp.X- LXI.

____________________, “Florbela”, in Diversão Arte. Suplemento Cultural da Tribuna da Bahia, Salvador, 1994, p.1.

____________________, “Florbela: as primeiras apropriações da obra e da biografia”, in BUENO, Aparecida Fátima; FERNANDES, Annie G.; GARMES, H.; e OLIVEIRA, Paulo Motta (org.), Literatura Portuguesa: história, memória e perspectivas, São Paulo, Alameda Casa Editorial, 2007, pp.183-198.

____________________, “Florbela Espanca”, in Agência Lusa, São Paulo, 17 de junho de 2002, p.3

____________________, “Florbela Espanca editada no Brasil”, in Correio da Manhã, Lisboa, 18 de junho de 2002, p.5.

____________________, “Florbela inaugural”, in Literatura Portuguesa Aquém Mar, São Paulo, ABRAPLIP, 2005, pp.197-211.

____________________, “Florbela: os sortilégios de um arquétipo”, in Estudos Portugueses e Africanos, n.º 2, Campinas, UNICAMP, 1983, pp.67-77.

____________________, “Florbela: um caso feminino e poético”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.145-161.

____________________, “Há sessenta anos morria a poeta Florbela Espanca”, in Suplemento Letras de A Folha de São Paulo, São Paulo, s/d, p.2.

____________________, “Livro traz a pura poesia de Florbela Espanca”, in O Estado de São Paulo, São Paulo, 11 de março de 1997, p.45.

____________________, “Metamorfoseando Florbela”, in Lugares dos discursos, X Congresso Internacional ABRALIC, 2006, Cd-Rom, ISBN 978-85-98402-8.

____________________, “O affaire Florbela Espanca”, in XV Encontro de Professores Universitários Brasileiros de Literatura Portuguesa, Anais do XV Encontro de Professores Universitários Brasileiros de Literatura Portuguesa, Assis, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Assis – UNESP, 1994, pp.176-189.

____________________, “O amor na poesia de Florbela Espanca”, in PAIVA, J. Rodrigues de (org.), Estudos sobre Florbela Espanca, Recife, Associação de Estudos Portugueses Jordão Emerenciano, 1995, pp.39-51.

____________________, “Professora da UFS é a maior estudiosa da obra de Florbela”, in Informe, Aracaju, vol. 46, 1998, p.8.

____________________, “Recensões críticas, Edição das Cartas de Florbela Espanca por Rui Guedes”, in Colóquio/Letras, n.º 99, set.-out., Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1987, pp.109-111.

______________________, “Recensões críticas, Edição dos Contos, Contos e Diário e Fotobiografia de Florbela Espanca por Rui Guedes”, in Colóquio/Letras, n.º 92, junho, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1986, pp.87-90.

____________________, “Seis Mulheres em verso”, in Scripta, vol. 4, n.º 8, Belo Horizonte, 2001, pp.330-365.

____________________, “Sobre a edição de Florbela Espanca”, in Público, Lisboa, s/r, 1995, p.9.

DOMINGOS, Paulo Costa, “A Flor da Charneca”, in Expresso, Lisboa, 10 de dezembro de 1994, s/p.

DUARTE, Zuleide, “Florbela Espanca: a flor-paixão”, in PAIVA, J. Rodrigues de (org.), Estudos sobre Florbela Espanca, Recife, Associação de Estudos Portugueses Jordão Emerenciano, 1995, pp.117-127.

DUMAS, Catherine, “Florbela visitada por Agustina: a mulher poeta e os mitos”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.195-204.

ESTRIGA, “Mesa-redonda com os professores-escritores António Cândido Franco”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.127-130.

FALCATO, João, “Crónica de Domingo. Florbela Espanca regressa à sua terra da verdade”, in Diário de Notícias, 31 de maio de 1964, s/p.

FERNÁNDEZ, José Carlos, Florbela Espanca: A Vida e a Alma de uma Poetisa, Lisboa, Nova Acrópole, 2011.

FERREIRA, António Mega, “As imagens paradas de Florbela”, in Expresso, 28 de dezembro de 1985, s/p.

FERREIRA, José Gomes, “Encontro com Florbela”, in A memória das palavras ou o gosto de falar de mim, Lisboa, Portugália, 1965, pp.233-240, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

FERREIRA, Luzilá Gonçalves, “Florbela e Louise: entre o amor e a palavra”, in PAIVA, J. Rodrigues de (org.), Estudos sobre Florbela Espanca, Recife, Associação de Estudos Portugueses Jordão Emerenciano, 1995, pp.53-63.

FERRO, António, “Uma grande poetisa portuguesa”, in Diário de Notícias, Lisboa, 24 de fevereiro de 1931, p.1, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

FRANÇA, Elisabete; GASTÃO, Ana Marques, “Cem anos: sonetos fora de época”, in Diário de Notícias, 8 de dezembro de 1994, s/p.

FRANCO, António Cândido,  “A dramatização da saudade em Florbela (contributo para o estudo da saudade na poesia portuguesa do primeiro quartel do século XX)”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.147-162.

_______________________, A Primeira Morte de Florbela Espanca – Drama, Vila Nova de Famalicão, Quasi, 1999 [2.ª ed. Évora, Licorne ed., 2009].

_______________________, “Saudade e saudosismo em Florbela Espanca (elementos textuais do diálogo entre Durão e Florbela)”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.55-66.

FREIRE, António, Florbela Espanca, poetisa do amor, Porto, Salesianas, 1994.

______________, O Amor Lusíada em Florbela Espanca, Vale do Cambra, Câmara Municipal de Vale do Cambra, 1997.

FREITAS, Maria Aparecida de Paula Vieira, Imagens e expressividade poética em Florbela Espanca, São Paulo, PUC-SP, 2008.

GERRY, Chris, “Biographical resonances in the translation work of Florbela Espanca”, in MAHER, Brigid; WILSON, Rita (ed.), Words, Sounds and Images in Translation Words, London, Continuum Publishing Corporation, 2011, s/p.

____________, “Figurative resonances between the translation work and short story writing of Florbela Espanca”, Revista de Letras, s/r, UTAD, Vila Real, 2011, s/p.

____________, “Florbela tradutora”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.163-184.

____________; REIS, José Eduardo, “A outra Florbela Espanca: reflexões sobre a prosa romanesca e ficcional traduzida”, in SARMENTO, Clara (org.), Diálogos interculturais: os novos rumos da viagem, Porto, Editora Vida Económica, 2011, pp.181-202.

GIAVARA, Suilei Monteiro, A poética dos espectáculos: uma análise dos procedimentos dramáticos nos sonetos de Florbela Espanca, Dissertação de Mestrado, Araraquara, UNESP, 2007.

________________________, “Florbela Espanca e Judith Teixeira: uma história em letras miúdas”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.185-198.

________________________; DOMINGUES, Ana Maria. “A poética do espectáculo”. Guavira. Três Lagoas, UFMS, vol. 11, n.º 1, ago.-dez., 2010, pp.149-160.

GOOR, Iracema, Rendas e Bordados: O lirismo de Florbela Espanca, Monografia do Curso de Especialização, São Paulo, PUC São Paulo, 2006.

GUEDES, Rui, Acerca de Florbela, Lisboa, Dom Quixote, 1986.

____________, Fotobiografia, Lisboa, Dom Quixote, 1985.

____________, “Organização, introdução e notas”, in ESPANCA, Florbela, Obras Completas de Florbela Espanca, vol. I, Lisboa, Dom Quixote, 1985, pp.13-23.

GUIMARÃES, Adriana Mello, “Évora, palco literário”, in Évora 100 limites, 1.ª ed., Évora, Gráfica Eborense, 2007, p.7.

GUSMÃO, Armando de, “Algumas Poesias Juvenis de Florbela Espanca”, in A Cidade de Évora, n.º 45-46, Évora, Câmara Municipal de Évora, 1962-63, pp.235-243.

____________________, Da Poesia em Florbela Espanca, Évora, Arquivo Distrital de Évora, 1960.

HAZIN, Marli, “O discurso feminista em Florbela Espanca e Edna St. Vincent Millay”, in PAIVA, J. Rodrigues de (org.), Estudos sobre Florbela Espanca, Recife, Associação de Estudos Portugueses Jordão Emerenciano, 1995, pp.53-63.

HORTA, Maria Teresa, “Florbela sob o Signo do Fogo”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.199-202.

HORTAS, Maria de Lourdes, “Florbela Espanca e a poesia feminina no Pré-Modernismo em Portugal”, in PAIVA, J. Rodrigues de (org.), Estudos sobre Florbela Espanca, Recife, Associação de Estudos Portugueses Jordão Emerenciano, 1995, pp.77-103.

HUNHOFF, Elisete Dall’Comunne, O tempo: fator de identidade nas obras de Florbela Espanca e Cecília Meireles, São Paulo, USP, 2008.

IANNONE, Carlos Alberto, “Biografia de Florbela Espanca”, in A Cidade de Évora, n.º 48-50, Évora, Câmara Municipal de Évora, 1965-67, pp.51-64.

JORGE, Carlos J. F., “A retórica do feminino em Florbela Espanca: um universo fêmea”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.227-235.

__________________, “As Lápides, as Preces e as Insígnias Elegias, Apóstrofes e outras Artes do Epitáfio na Poesia de Florbela Espanca”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.203-214.

JORGE, Lídia “’As Máscaras do destino’, Contos de Florbela espanca – Uma Leitura com Mitos”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.215-222.

JÚDICE, Nuno, “A expressão do amor na poesia de Florbela”, in JÚDICE, Nuno, A Viagem das Palavras, Lisboa, Edições Colibri / IELT, 2005, s/p.

_____________, “Modernidade de Florbela”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.223-228.

_____________, “Uma linguagem poética”, in JL, ano XIV, n.º 627, Lisboa, novembro de 1994, pp.18-19.

JUNQUEIRA, Renata Soares, “Florbela: acertos e desacertos da crítica”, in Boletim do Centro de Estudos Portugueses “Jorge de Sena”, n.º 7, jan.-jun., Araraquara, UNESP, 1995, pp.47-59.

________________________, “Florbela e Almada”, in Scripta, vol. 4, n.º 8, Belo Horizonte, 2001, pp. 227-365.

________________________, “Florbela entre o mito e a realidade”, in Boletim do Centro de Estudos Portugueses “Jorge de Sena”, n.º 12, jul.-dez., Araraquara, UNESP,   1997, pp. 53-63.

________________________, “Florbela Espanca e… ‘O resto é perfume’”, in Estudos Portugueses e Africanos, n.º 16, São Paulo, UNICAMP, 1990, pp. 27-31.

________________________, Florbela Espanca: Uma estética da teatralidade, São Paulo, UNESP, 2003.

________________________, “O arquétipo do herói na poesia de Florbela Espanca”, in Estudos Portugueses e Africanos, n.º 9, São Paulo, UNICAMP, 1988, pp.27-41.

________________________, “O Embasamento arquetípico da Literatura Florbeliana: Uma Análise da Poesia de Florbela Espanca à luz da Psicologia Analítica Jungueana”, in Estudos Portugueses e Africanos, n.º 7, São Paulo, UNICAMP, 1986, pp.159-169.

________________________, Sob os sortilégios de Circe: ensaio sobre as máscaras poéticas de Florbela Espanca, Dissertação de Mestrado, Campinas, Universidade Estadual de Campinas, s/d.

KLOBUCKA, Anna, “Gerando poesia: as metáforas da maternidade em Florbela Espanca”,  in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.169-175.

________________, O Formato Mulher: A Emergência da Autoria Feminina na Poesia Portuguesa, Coimbra, Angelus Novos, 2009.

________________, O Formato Mulher: as poéticas do feminino na obra de Florbela Espanca, Sophia de Mello Breyner Andresen, Maria Tereza Horta, Luíza Neto Jorge, Tese de Doutoramento, Havard, University of Havard, 1993.

LARANJO, Tânia; MOREIRA, Henrique, “Florbela em Matosinhos cem anos depois”, in Jornal de Notícias, Lisboa, 3 de janeiro de 1995, s/p.

LAPA, Albino, “Sóror Saudade”, in Diário de Lisboa, Lisboa, 20 de dezembro de 1930, p.8, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

LEAL, M. Luísa, “O papel do discurso crítico e do discurso poético na relação entre Florbela Espanca e o cânone”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.31-42.

LEÃO, António da Costa, Poetas do Sul – Bernardo Soares e Florbela Espanca, Lisboa, Portugália, s/d.

LEITE, Maria de Lourdes Barreiros, A poetisa Florbela Espanca, dissertação de licenciatura, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 1945.

LEVY, Henrique, Florbela Espanca: leituras, Dissertação de Mestrado, Lisboa, Universidade Aberta, 1999.

LIMA, Câmara, “Vida Literária”, in Correio da Manhã, 20 de fevereiro de 1923, p.3.

LOPES, Branca, “Florbela Espanca”, in Portucale, vol. IV, Lisboa, jan.-fev. de 1931, p.19, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

LOPES, Norberto, “Florbela, escolar de Direito”, in Diário de Notícias, Lisboa, 14 de novembro de 1981, s/p, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

LOPES, Óscar, “Florbela, a alentejana livre”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.23-30.

LOPES, Rodrigues, Notúlas florbelianas, Matosinhos, s/i, 1956.

LOPES, Silvina Rodrigues, “Recensões críticas, Prefácio de J. C. Seabra Pereira das Obras Completas de Florbela Espanca por Rui Guedes”, in Colóquio/Letras, n.º 92, junho, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1986, pp.86-87.

LOPES, Waldemar, “Florbela Espanca & Durão”, in Revista de Poesia e Crítica, São Paulo, 1978.*

MACIUNAS, Billie, “Voice as thematics in the poetry of Florbela Espanca”, in Hispanófila, n.º 103, s/r, pp.61-72.

MAGALHÃES, Clêuma Carvalho de, “A busca de identidade na obra de Florbela Espanca: uma reflexão sobre a condição feminina”, in LIMA, Maria Auxiliadora Ferreira; FILHO, Francisco Alves;  CARVALHO, Maria do Socorro Fernandes de (org), Olhos Espraiados: Linguagem e literatura ao sol, Teresina, Edição de Autor, 2008, pp.149-163.

______________________________, A obra de Florbela Espanca na perspectiva da estética da recepção, São Paulo, Blucher, 2010.

______________________________, “A trajetória do erotismo na poesia de Florbela Espanca”, in LIMA, Maria Auxiliadora Ferreira; FILHO, Francisco Alves; CARVALHO, Maria do Socorro Fernandes de (org), Linguagem e discurso: estudos linguísticos e literários, Teresina, UFPI/EDUFPI, 2007, pp.113-122.

______________________________, “O diálogo entre a poesia florbeliana e o leitor”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callípole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.229-242.

MAGALHÃES, Isabel A., “Florbela Espanca e a subversão de alguns topoï”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.215-26.

MAGALHÃES, Joaquim, “Demasiado poucas palavras sobre Florbela”, in  Rima Pobre – Poesia Portuguesa de Agora, Lisboa, Presença, 1999, pp.18-30.

MARINOVIC, Anamarija, “’Eu quero amar, amar perdidamente’: o amor e o medo na poesia de Florbela Espanca”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.243-250.

MARQUES, Paulo, Florbela Espanca: a Poetisa do Amor – Cadernos Bibliográficos 6, Lisboa, Parceria A. M. Pereira, 2008.

MARTINS, Diamantino, “A dor e o amor no livro de Mágoas de Florbela Espanca”, in Revista Portuguesa de Filosofia, XV, Braga, jul.-set., 1959, pp.252-261.

MARTINS, Maria da Graça Orge, “Introdução, Florbela Espanca”, in ESPANCA, Florbela, Sonetos de Florbela Espanca, Braga, Biblioteca Ulisseia de Autores Portugueses, 2001, pp.5-30.

MARTINS, Maria João, “Florbela Da Alma”, in JL, ano XIV, n.º 627, Lisboa,  novembro de 1994, pp.14-15.

MARTINS, Ricardo Marques, “Florbela e Botto: Canções Trocando Olhares”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.251-260.

MARTINHO, Fernando J. B., “A família poética”, in JL, ano XIV, n.º 627, Lisboa,  novembro de 1994, pp.20-22.

__________________________, “Florbela, Poeta de culto da geração de 50”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de Dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.43-53.

__________________________, “Variante Inédita de ‘Desejos Vãos’ de Florbela Espanca”, in A Cidade de Évora: Boletim de Cultura da Câmara Municipal, 1.ª Série, n.º 63, Évora, Câmara Municipal de Évora, 1980, pp.333-338.

MATIAS, Liliana Maria Rodrigues Queirós, Poesia, Errância e Mito em Florbela Espanca, Dissertação de Mestrado, Porto, Universidade do Porto, 1998.

MENDES, Aníbal, Florbela Espanca Soror Saudade, Braga, Livraria Braga, 1947.

MENDONÇA, Henrique Lopes de, “Florbela Espanca”, in O Comércio do Porto, Porto, 5 de março de 1931, s/p, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

MELO, Fabíola Cristina, Deslocamentos da Morte à Vida e outros sentidos em Florbela Espanca, Dissertação de Mestrado, Uberlândia, UFU, 2004.

MENEZES, Bourbon, “Como conheci Florbela Espanca”, in Diário de Notícias, Lisboa, 11 de março de 1931, p.1, compulsação, recolha e digitalização do texto por Maria Lúcia Dal Farra.

MIRA, Feliciano de, “Florbela Espanca. O Espólio de um Mito e como Hipótese Indicial, ‘Cor de violetas roxas…’ ou a Tricotomia da Catarse”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.271-284.

MONTENEGRO, Aura, “No 22.º aniversário da morte de Florbela Espanca: o afectivo na sua poesia – ensaio de crítica psicológica”, in Ocidente, Lisboa, vol. XLV, n.º 188, dezembro de 1953, pp.261-264.

MORÃO, Paula, “Florbela: o diário de 1930”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.109-116.

MORENO, Eliana Beatriz, A loucura e o feminino na obra de Florbela Espanca, Rio de Janeiro, UERJ, 2007.

MOURÃO, Luís, “Das barbies às coelhinhas: a fortuna crítica de Florbela”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.163-168.

MURTA, Jaqueline Barbosa, As máscaras simbólicas e intertextuais em Florbela Espanca, Dissertação de Mestrado, Lisboa, Universidade de Lisboa, 2008.

NASCIMENTO, Michelle Vasconcelos Oliveira do, “As máscaras do feminino: o eu fragmentado no diário e na epistolografia do último ano de Florbela Espanca”, in Fazendo Gênero 9: diásporas, diversidades, deslocamentos, Florianópolis, 2010, s/p.

___________________________________________, “Dor de amar e suicídio: a tragédia do eu-lírico nos versos de Florbela Espanca”, in Colóquio Cômico trágico, Ouro Preto, 2006, s/p.

___________________________________________, “O Claustro e o Transbordamento: o feminino na poesia de Florbela Espanca,” in IX Semana de Letras da PUC/RS, 2009, Semana de Letras, Porto Alegre, Edipucrs, 2009, s/p.

___________________________________________, “O eu e o outro: autorrepresentações no diário e na epistolografia do último ano”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.285-294.

___________________________________________, Os desdobramentos do feminino na poesia de Florbela Espanca, Tese de Doutoramento, Natal (RGN), Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2011.

___________________________________________, Trocando Olhares: o desejo, o amor, a angústia e a dor na poesia de Florbela Espanca, Dissertação de Mestrado, Natal (RGN), Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2005.

___________________________________________, Trocando Olhares: desejo, amor e dor na poesia de Florbela Espanca (vol. III, Coleção Acadêmica), Rio Grande, Pluscom, 2011.

___________________________________________; PATRINI-CHARLON, Maria de Lourdes, “O Tu : O diálogo tradição e modernidade na poesia de Florbela Espanca,” In: XXI Jornada Nacional de Estudos linguísticos, 2006, João Pessoa. XXI Jornada Nacional de Estudos Linguísticos, 2006. pp.2185-2191.

NEMÉSIO, Vitorino, “Florbela Espanca”, in Conhecimento de poesia, Salvador, Universidade da Bahia, 1958, pp.227-232.

NEMO, “Uma legião de Poetisas”, in A Época, 1 de abril de 1923, p.1.

NUNES, Maria Manuela Moreira: “Florbela Espanca. Sarça ardente de fogos fátuos” in A Cidade de Évora, nºs 19/20, jan. 1962/63 [dissertação de licenciatura 1959].

NEVES, Margarida B., “Florbela Espanca ou a revelação da personagem”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.205-214.

NOBRE, Roberto, “Florbela Espanca: indéditos de sua correspondência de amor”, in O Primeiro de Janeiro, Lisboa, 1946, p.3

NOGUEIRA, Lucila, “O escândalo de Florbela Espanca”, in PAIVA, J. Rodrigues de (org.), Estudos sobre Florbela Espanca, Recife, Associação de Estudos Portugueses Jordão Emerenciano, 1995, pp.71-76.

NORONHA, Luiza Machado Ribeiro de, Entreretratos de Florbela Espanca: uma leitura biografemática, São Paulo, Annablume/Fasesp, 2001.

OSAKABE, Haquira, “Florbela e os estereótipos da feminilidade ou À margem de um artigo que se fez à margem de um conto que se fez à margem de um soneto”, in Estudos Portugueses e Africanos, n.º 2, São Paulo, UNICAMP, 1983, pp.67-77.

PAIVA, José Rodrigues de. “O tecer da poesia em Florbela Espanca”, in PAIVA, J. Rodrigues de (org.), Estudos sobre Florbela Espanca, Recife, Associação de Estudos Portugueses Jordão Emerenciano, 1995, pp.11-25.

PASSOS, Carlos, Em louvor de Soror Saudade, Porto, Edição do Autor, 1950.

PEREIRA, Custódia de Jesus Gonçalves, Do sentimento em Florbela Espanca, Dissertação de Mestrado, Lisboa, Universidade Aberta, 2005.

PEREIRA, José Carlos Seabra, “A face Bela do impulso estranho”, in Obras de Florbela Espanca, vol. I, Obra Poética, Lisboa, Presença, 2009.

__________________________, “A intransmissível presença”, in PAIVA, J. Rodrigues de (org.), Estudos sobre Florbela Espanca, Recife, Associação de Estudos Portugueses Jordão Emerenciano, 1995, pp.27-37.

__________________________, “Perspectivas do feminino na literatura neo-romântica”, in Separata de A Mulher na Sociedade Portuguesa (atas do Colóquio de 20 a 22 março de 1985), Coimbra, 1986, pp.5-17.

_________________________, “Prefácio, A águia e o milhafre (derrota passional e malogro do EU absoluto na prosa literária de Florbela Espanca: dos contos ao diário)”, in ESPANCA, Florbela, Obras Completas de Florbela Espanca, vol. III, Contos, Lisboa, Dom Quixote, 1987, pp.III-XXXV.

__________________________, “Prefácio, De rastros, com asas (Evolução neo-romântica e pulsão libertadora na poesia de Florbela Espanca)”, in ESPANCA, Florbela, Obras Completas de Florbela Espanca, vol. II, Poesia (1918-1930), 4.ª ed., Lisboa, Dom Quixote, 1992b, pp.III-XLIII.

__________________________, “Prefácio, No trilho de um sítio incerto”, in ESPANCA, Florbela, Obras Completas de Florbela Espanca, vol. I, Poesia (1903-1917), 4.ª ed., Lisboa, Dom Quixote, 1992a, pp.III-XXVII.

PERESTRELO, Maria Judite Lourenço, O desenho da adjectivação nos sonetos de Florbela Espanca, Dissertação de Mestrado, Funchal, Universidade da Madeira, 2004.

PIMENTEL, Júlia Serpa, “Freud e Florbela Espanca: dois discursos paralelos sobre a depressão e o narcisismo”, in Análise Psicológica, n.º 4, Lisboa, 1983, pp.425-432.

PINHEIRO, Maria do Carmo; MENDES, Silva Cardoso “O lugar de Florbela na literatura portuguesa contemporânea”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.261-270.

PRO-ÉVORA, Grupo, Exposição Bibliográfica e Iconográfica, Comemorações do 1.º Centenário Florbela Espanca, Évora, Grupo Pro-Évora, 1994.

_________________, Exposição de Artes Plásticas, Comemorações do 1.º Centenário Florbela Espanca, Évora, Grupo Pro-Évora, 1994.

QUEIROGA, José Haroldo N., “O discurso poético em Florbela Espanca”, in PAIVA, J. Rodrigues de (org.), Estudos sobre Florbela Espanca, Recife, Associação de Estudos Portugueses Jordão Emerenciano, 1995, pp.105-15.

RÉGIO, José, “Prefácio a Florbela Espanca”, in ESPANCA, Florbela, Sonetos, Lisboa, Bertrand, 1994, pp.11-30.

ROCHA, André, “À procura da Florbela”, in JL, Lisboa, 5 de janeiro de 1982, pp.2-3 (reimp. in Temas da Literatura Portuguesa, Coimbra, 1986, pp.141–148).

ROCHA, Clara, “Diário do Último Ano, Florbela Espanca”, in Colóquio/Letras, n.º 69, setembro, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1987, pp.79-80.

____________, “O “Diário do Último Ano” de Florbela Espanca”, in Máscaras de Narciso. Estudos sobre a Literatura Autobiográfica em Portugal, Coimbra, Almedina, 1992, pp.193-196.

RAMOS, Feliciano, “Duas experiências poéticas: ‘Sol de Inverno’ de António Feijó e ‘Sonetos’ de Florbela Espanca”, in Eugénio de Castro e a Poesia Nova, Lisboa, Ocidente, 1943, pp.129-138.

RODRIGUES, Lopes, “Nótulas Florbelianas”, in Boletim da Biblioteca Municipal de Matosinhos, Matosinhos, 3 de agosto de 1956, pp.3-53.

ROSA, Armando Nascimento, “As máscaras de Florbela mítica na dramaturgia portuguesa”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.237-248.

SACRAMENTO, Mário, “Florbela num verso”, in Ensaios de domingo, Coimbra, 1959, pp. 155-161.

SANTOS, Derivaldo dos, Dívida e Dúvida Melancólica: A modernidade barroca na poesia de Florbela Espanca, Tese de Doutoramento, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.

____________________, “Florbela Espanca. Sob o signo da dúvida melancólica”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.295-310.

SARAIVA, António José; LOPES, Óscar, “Florbela Espanca”, in SARAIVA, António José; LOPES, Óscar, História da Literatura Portuguesa, 17.ª ed., Porto, Porto Editora, 2001, p.967.

SENA, Jorge, “Florbela Espanca”, in Estudos de Literatura Portuguesa II, Lisboa, Edições 70, 1988, pp.29-45.

SERRANO, Manuel, “O amor e o trágico na vida de Florbela Espanca”, in Callípole, Revista de Cultura, n.º 15, Vila Viçosa, Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2007, pp.206-208.

SEVERINO, Isa Margarida Vitória, “Florbela Espanca, um eu que se retrata, ocultando-se”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.311-321.

SILVA JÚNIOR, M.J. da, “Através da obra de Florbela Espanca”,in  Gil Vicente nº 13, pp 33-40, Mar.-Abr. 1937.

____________________, “Florbela Espanca e a crítica, Carta aberta ao ilustre prof, Guido Battelli”, in Gil Vicente, nº 14, pp 113-116, Jul.-Ag. 1938.

SILVA, Fabio Mario da, “A Virgem Maria, o sagrado feminino e sua relação com Florbela espanca”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.321-332.

___________________, “Alma e vida: a trajetória biográfica de Florbela Espanca”, in ESPANCA, Florbela, As Máscaras do Destino, São Paulo, Martin Claret, 2009b, pp.87-96.

___________________, Da metacrítica à psicanálise: a angústia do “eu” lírico na poesia de Florbela Espanca, Dissertação de Mestrado, Évora, Universidade de Évora, 2009a.

___________________, Da metacrítica à psicanálise: a angústia do “eu” lírico na poesia de Florbela Espanca, João Pessoa, Ideia, 2009e.

___________________, “Estudos introdutórios: A construção de uma autoridade poética através das sensações e expressões da Dor no Livro de Mágoas”, in ESPANCA, Florbela, Obras Completas de Florbela Espanca, vol. I, Livro de Mágoas, organização, fixação crítica dos textos e notas de Cláudia Pazos Alonso e Fabio Mario da Silva, Lisboa, Editorial Estampa, 2012, pp.17-28.

___________________, “Florbela, Apeles e a construção de um mito incestuoso”, in Callipole. Revista de Cultura, n.º 19, Vila Viçosa, Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2011, pp.299-237.

___________________, “Florbela Espanca e a construção de um retrato caricatural”, in PETROV, Petar; SOUSA, Pedro Quintino de; SAMARTIM, Roberto López-Iglésias; FEIJÓ, Elias J. Torres (org.), Avanços em Literatura e Cultura Portuguesas. Século XX, vol. 3, 1.ª ed., Santiago de Compostela / Faro, Associação Internacional dos Lusitanistas / Através Editora, 2012, pp.29-44.

___________________, “Florbela Espanca em Évora”, in A Cidade de Évora, Évora, Câmara Municipal de Évora, 2009f, pp.637-643.

___________________, “Florbela Espanca: uma escritora além e aquém do seu tempo”, in Callipole. Revista de Cultura, n.º 15, Vila Viçosa, Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2008, pp.201-204.

___________________, “Introdução – As máscaras dramáticas da prosa de Florbela Espanca”, in ESPANCA, Florbela, As Máscaras do Destino, São Paulo, Martin Claret, 2009c, pp.9-13.

___________________, “Introdução – O dominó preto: as múltiplas faces do feminino”, in ESPANCA, Florbela, O Dominó Preto, São Paulo, Martin Claret, 2010, pp.9-15.

___________________, “Introdução – Trocando olhares com Florbela Espanca”, in ESPANCA, Florbela, Trocando Olhares, São Paulo, Martin Claret, 2009d, pp.8-11.

___________________, “Os mitos em torno de Florbela Espanca e sua obra”, in Diário do Sul, Évora, 27 de novembro de 2008, p.9.

SILVA, Fabrícia de Fátima Gomes da, A expressiva força do feminismo na poesia de Florbela Espanca e Gilka Machado, monografia de especialização, Recife, Faculdade Frassinetti do Recife, 2007.

SILVA, Joaquim Palminha, “Florbela Espanca”, in SILVA, Joaquim Palminha (org.), Dicionário de Notáveis Eborenses (1900/2000), Évora, Diário do Sul, 2004, pp.37-39.

SILVA, Zina Maria Bellodi da, Florbela Espanca: discurso do outro, imagem de si, Tese de Livre-docência, Araraquara, Unesp, 1987.

SIMÕES, Aura, “Perda da identidade e divisão interior na lírica de Florbela Espanca”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.75-82.

SIMÕES, Casimiro, “A vida, o talento e as tendências mórbidas de Florbela Espanca – Revelações inéditas”, in O Globo, Rio de Janeiro, 14 de março de 1983, s/p.

________________, “De mim ninguém gosta, de mim nunca ninguém gostou – Revelações inéditas II”, in O Globo, Rio de Janeiro, 15 de março de 1983, s/p.

________________, “Estátua de Florbela Espanca assinala cem anos que nasceu”, in O Dia, Rio de Janeiro, 3 de setembro de 1994, s/p.

________________, “Florbela Espanca: a poetisa do amor”, in O Dia, Rio de Janeiro, 15 de outubro de 1982, s/p.

SIMÕES, João Gaspar, “O caso poético de Florbela Espanca”, in Diário de Notícias, Lisboa, 1 de setembro de 1985, s/p.

________________, “Os poetas pré-modernistas, III”, in Itinerário histórico da poesia portuguesa, Lisboa, Arcádia 1964, pp 306-308.

SOARES, Angélica, “O erotismo em Charneca em Flor”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.127-135.

SOMBRIO, Carlos, Florbela Espanca, Figueira da Foz, Edições Homo, 1948.

SOMBRIO, Carlos, “O sentimento saudade na obra de alguns poetas e de alguns artistas”, in Álbum Figueirense, 1937, p. 25.

SOUSA, Cláudia; LOUSADA, Isabel, “Florbela Espanca: convergências entre mundos”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.333-346.

TAVARES, Diogo Ivens, “O narcisismo de uma Poetisa”, in Portucale, vol. IX, n.º 51-52, Porto, Industrial Gráfica do Porto, maio-agosto de 1936, pp.106-120.

TENDEIRO, João, “O ciclo poético de Florbela Espanca”, in Pensamento, n.º 108, 1938, pp.231-233.

TERRA, Carolina, “Florbela Espanca. O canto do rouxinol”, in Grupo Pro-Évora, Comemorações 1.º Centenário Florbela Espanca – Conferências, Grupo, Évora, Grupo Pró-Évora, s/d, pp.30-40.

TORRINHA, Joaquim, “Em defesa de Florbela Espanca. A mulher e a artista”, in Boletim da Casa Alentejana, nº 108, pp.17-18, dez. 1945.*

VASCONCELOS, José Manuel de, “As Fábulas de Florbela (Do síndroma de Cinderela à Pantera castigadora”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.); Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/, Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.347-354.

VILAR, Amélia, O drama de Florbela Espanca, Porto, Ed. Costa Carregal, 1947.

VILELA, Ana Luísa, “À flor das ondas, num lençol d’espumas!: a dor aquática e crepuscular no Livro de Mágoas”, in ESPANCA, Florbela, Obras Completas de Florbela Espanca, vol. I, Livro de Mágoas, organização, fixação crítica dos textos e notas de Cláudia Pazos Alonso e Fabio Mario da Silva, Lisboa, Editorial Estampa, 2012, pp.41-54.

__________________, “Apresentação”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.9-12.

_________________, “Minh’alma, de sonhar-te, anda perdida – Erotismo e mística de Sóror Florbela”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.119-26.

_________________, “O Espólio Florbeliano do grupo de Amigos de Vila Viçosa”, in DAL FARRA, Maria Lúcia; FRANCO, António Cândido; SILVA, Fabio Mario; VILELA, Ana Luísa (org.), Florbela Espanca – o espólio de um mito / Callipole. Revista de Cultura, Número Especial, Lisboa, Edições Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa, 2012, pp.355-361.

VILELA, Ana Luísa, FRANCO, António Cândido, DAL FARRA Maria Lúcia e SILVA, Fabio Mario (editors), Florbela Espanca. O espólio de um Mito. Callipole. Revista de Cultura nº 21 (Número Especial). Lisboa: Colibri/ Câmara Municipal de Vila Viçosa/ CEL-UÉ, 2012

WEIGERT, Beatriz, “Os textos de Florbela em Portugal Feminino”: Derradeiras Publicações em Vida da Escritora”, in A Planície e o Abismo (atas do congresso sobre Florbela Espanca realizado na Universidade de Évora, de 7 a 9 de dezembro de 1994), Évora, Vega, 1997, pp.177-81.

 

1.3 Obras acessíveis na Internet:

 

BARREIRA, Cecília, “Figuras da Cultura Portuguesa: Florbela Espanca”, in Instituto Camões, disponível em http://cvc.instituto-camoes.pt/figuras/florbelaespanca.html [acesso a 17 de maio de 2008].

BARROS, Eliana Luiza Santos, “Os enigmas do dizer poético de Florbela Espanca”, in Psicanálise & Barroco, ano 8, n.º 1, julho de 2010, pp.114-129, disponível em http://www.psicanaliseebarroco.pro.br/revista/ [acesso a 29 de setembro de 2010].

BOMFIM, Renata Oliveira, “Florbela Espanca: o devir monstro de uma escrita feminina e fragmentada”, in Revista Crioula (USP), n.º 7, 2010, pp.1-13, disponível em http://www.fflch.usp.br/dlcv/revistas/crioula/edicao/07/Artigos%20e%20Ensaios%20-%20Renata%20Bonfim.pdf [acesso a 5 de maio de 2010].

______________________, “Mistério Lusitano: Florbela Espanca”, in Jornal Folha da Manhã, São Paulo, 7 de maio de 2010, disponível em http://letraefel.blogspot.com/2010/05/misterio-lusitano-florbela-espanca.html [acesso a 20 de setembro de 2010].

BRITO, José Carlos A., “Florbela Espanca, a alma em expansão”, disponível em http://www.secrel.com.br/jpoesia/jcarlosbrito6.html [acesso a 29 de outubro de 2007].

CRAVEIRO, Lídia, “Florbela Espanca, uma vida perdida na neurose”, disponível em

http://www.psicologia.com.pt/artigos/textos/TL0065.pdf [acesso a 29 de dezembro de 2007].

DAL FARRA, Maria Lúcia, “A Florbela de Agustina”, in Labirintos, Universidade Estadual de Feira de Santana / Bahia, n.º 1, setembro de 2007, disponível em http://www.uefs.br/nep/labirintos/edicoes/01_2007/01_artigo_maria_lucia_dal_farra.pdf [acesso a 19 de dezembro de 2007].

_______________________, “Florbela Erótica”, in Cadernos Pagu, vol. 19. Campinas, Unicamp, 2002, disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-83332002000200005&script=sci_arttext [acesso a 30 de novembro de 2007].

ESPANCA, Florbela, “Espólio Florbela Espanca”, in Arquivo de Cultura Portuguesa Contemporânea, Biblioteca Nacional de Lisboa, Lisboa, cop. 2003, disponível em http://purl.pt/272 [acesso a 7 de maio de 2007].

GALVÃO, Rolando, “Biografia de Florbela Espanca”, in Vidas Lusófonas, disponível em http://www.vidaslusofonas.pt/florbela_espanca.htm [acesso a 20 de janeiro de 2008].

GIAVARA, Suilei Monteiro, “Lirismo e Drama em Florbela Espanca”, in Revista Desassossego, n.º 7, junho de 2012, pp.96-105, disponível em http://www.fflch.usp.br/dlcv/revistas/desassossego/conteudo/07/DossieSuileiGiavaraFlorbela.pdf [acesso a 25 de dezembro de 2012].

GOMES, Lúcia Janine Teixeira e GOMES, Maria João Nunes, “Lord Byron, Florbela Espanca: duas épocas, duas vozes, a mesma saudade”, in Actas do I Congresso de Estudos Anglo-Portugueses, Lisboa, 6 a 8 de maio de 2001, pp.1-6, disponível em http://www.fcsh.unl.pt/congressoceap/actas-proceedings.htm [acesso a 20 de novembro de 2007].

MAIA, Rita Maria de Abreu, “Florbela espanca – o espanto da pena”, in Sexto Congresso da Associação Internacional de Lusitanistas, disponível em http://www.geocities.com/ail_br/ail.html [acesso a 7 de outubro de 2007].

PIRES, Sandra Mendonça, “Enantidromia de Florbela Espanca: um percurso, ao contrário, através da vida e dos lugares da poetisa”, in Tinta lusa. Instituto Camões, disponível em http://cvc.instituto-camoes.pt/projtelecolab/tintalusa/numerodois/tl3.html [acesso a 16 de agosto de 2011].

REZENDE, Jussara Neves, “A escrita do corpo: poemas eróticos de Florbela Espanca e Gilka Machado, in Revista Crioula, 1.ª edição, São Paulo, USP, maio, 2007, disponível em http://www.fflch.usp.br/dlcv/revistas/crioula/edicao/01/Dossie/03.pdf [acesso a 23 de julho de 2011].

RIOS, Otávio, “Florbela(s) para além de si, a reescritura da crítica. PARA ALÉM DE SI, A, In XX II Congresso Internacional da Associação Brasileira de Professores de
Literatura Portuguesa (ABRAPLIP), 2011, Salvador-BA, Anais do XXII
Congresso Internacional da Associação Brasileira de Professores de
Literatura Portuguesa
. Salvador: Universidade Federal da Bahia, 2009. v. 1.
p. 2202-2212., disponível em
http://www.abraplip.org/anais2009/documentos/comunicacoes_orais/otavio_rios.pdf, acesso em maio de 2013.

SEVERINO, Isa Vitória, “A vida escrita na obra poética de Florbela Espanca e Alejandra Pizarnik”, in VI Congresso Nacional Associação Portuguesa de Literatura Comparada /X Colóquio de Outono Comemorativo das Vanguardas – Universidade do Minho 2009 / 2010, pp.1-10, disponível em http://ceh.ilch.uminho.pt/pub_isa_severino.pdf [acesso a 23 de julho de 2010].

SILVA, Lígia Michelle de Melo, “O discurso erótico de Florbela Espanca”, in Revista Autor, disponível em http://revistaautor.com/index.php?option=com_content&task=view&id=428&Itemid=1 [acesso a 16 de agosto de 2011].

SILVA, Fabio Mario da, “A Síndrome do Poeta: uma incursão na cultura lusófona através da poesia de Cecília Meireles e Florbela Espanca”, in Actas do Colóquio Internacional “Diálogos com a Lusofonia”, Universidade de Varsóvia, Varsóvia, disponível em http://iberystyka-uw.home.pl/content/view/345/113/lang,en/ [acesso a 17 de agosto de 2008].

_____________________, “O narcisismo do texto lírico: um olhar através da poesia de Florbela Espanca”, in Labirintos (Revista de Estudos Portugueses), UEFS, n.º 5, 1.º semestre de 2009, disponível em http://www.uefs.br/nep/labirintos/edicoes/01_2009/01_2009.htm [acesso a 12 de junho de 2010].

SOARES, Tatiana Alves, “O fenecer da bela flor na alquimia desfeita:
um estudo sobre o amor em Florbela Espanca”, in Sexto Congresso da Associação Internacional Lusitanistas, disponível em http://www.geocities.com/ail_br/ail.html [acesso a 7 de outubro de 2007].

 

 

 

 

 

  1. 1.     Traduções

 

3.1 Para Checo

RITTEROVÁ, Kateřina, Florbela Espanca, Livro de Soror Saudade – Kniha sestry stesku, Olomouc, editora Votobia Olomouc, 1997.

HAVLIKOVÁ Marie, As Máscaras do destino – Masky osudu, Praga editora One Woman Presse, 2004.

 

3.2 Para Romeno

BĂRBULESCU, GEORGIANA CONSTANTINA, Sonetos de Florbela Espanca, tradução de Português para Romeno, Revista Literária Interferenţe, I (Revista dos Professores do Liceu “Marin Preda”), 2004.

 ——————————————————————————-,„Alma Perdida”, „Deixai Entrar a Morte”, sonetos de Florbela Espanca (Portugal), tradução de Português para Romeno, Revista Literária Amurg Sentimental (Roménia). Julho, 2012

 

——————————————————————————-,„Iubire de sacrificiu („Amor de sacrifício”) e „Scrisoare de la mosie” („Carta da Herdade”), contos de Florbela Espanca (Portugal), tradução de Português para Romeno, Ed. Amurg Sentimental (Roménia), Maio, 2012 (em volume antológico).

——————————————————————————,„Domniţa tristeţii” – SONETE („Castelã da Tristeza” – SONETOS), de Florbela Espanca (Portugal), tradução de Português para Romeno, Ed. Amurg Sentimental (Roménia), Maio, 2012.

——————————————————————————-, Lírica Portuguesa: Sonetos de Florbela Espanca, tradução de Português para Romeno, Revista Literária Amurg Sentimental (Roménia), Novembro 2004.

Florbela Espanca – floare alentejană a Literaturii Portugheze” / “Florbela Espanca – flor alentejana da Literatura Portuguesa”, tradução de Português para Romeno de: sonetos, um conto e excertos do diário e da correspondência, Centro de Língua Portuguesa de Bucareste, Roménia, Junho 2004.

 

3.3 Para Sérvio

MARINOVIC, ANAMARIJA, Soneto «Amar!», tradução para sérvio, http://langmates.com/milonga14milica5/blog/

——————————————–, outros sonetos traduzidos para sérvio, http://www.florbelaespanca.uevora.pt/?page_id=249

 

 

 



[1]              As informações constantes deste documento encontram-se em permanente atualização. As obras referenciadas foram, na sua quase totalidade, por nós compulsadas; serão assinaladas individualmente com um asterisco (*) as obras que ainda não tenhamos podido conhecer na íntegra.